34 – EU REPUDIO A MORTE DE POLICIAIS

0

Rio de Janeiro, 01 de dezembro de 2014.

 

EU REPUDIO A MORTE DE POLICIAIS

 

      Meus Amigos.

Peço que assinem e divulguem, em seus perfis nas redes sociais, essa petição pública ( CLIQUE AQUI ), no intuito de pressionar o Congresso Nacional pela aprovação de projeto de lei para que“sejam considerados hediondos os crimes cometidos contra as vidas de servidores da segurança pública, tanto no exercício de suas funções como em razão de suas atividades, ou, ainda, contra seus familiares por consequência do grau de parentesco com o servidor.”

O aumento dos índices de criminalidade, em todo Brasil, precisa ser combatido com uma série de medidas – tais como redução da maioridade penal, planejamento familiar e reforma da legislação penal que protejam a sociedade ordeira, e não os bandidos – que o governo do PT e os militantes dos “direitos humanos” fazem questão de tentar desqualificar, com argumentos rasos e estatísticas mentirosas.

É urgente a aprovação de leis que reduzam os benefícios de criminosos e que, principalmente, garantam segurança jurídica para policiais trabalharem com firmeza contra criminosos.

A você que não é servidor da segurança pública, nem tem familiares e amigos nessa honrada e difícil profissão, peço também sua atenção e participação, pois nos momentos em que somos vítimas de criminosos, até quem pede o fim da PM sabe que pode contar com alguém que colocará sua vida em risco para nos dar segurança!

FLÁVIO BOLSONARO
Deputado Estadual RJ
http://www.twitter.com/flaviobolsonaro
deputado@flaviobolsonaro.com.br

Share.

About Author

É irmão do Deputado Federal Eduardo Bolsonaro e do Vereador Carlos Bolsonaro, com os quais comunga os ideais e pensamento político de seu pai, Deputado Federal Jair Bolsonaro, resumidamente representados pela defesa da família; dos valores cristãos; do valor e importância do trabalho e do mérito como mais justos critérios de progresso social e distribuição de renda; da ética; da propriedade; do respeito aos direitos dos cidadãos cumpridores das leis – dentre outros.